Skip to main content

Textos mais precisos? Briefing completo!

Saber como se faz um bom texto ajuda não somente a autores como também a todos que desejam terceirizar a redação de textos. Aqui você pode ver quais são os pontos essenciais a serem apresentados em uma descrição para que o autor saiba mais precisamente como escrever.

A primeira parte desse documento foi publicada lá atrás em 2012 e causou um impacto bastante positivo em quem leu. Por isso preparamos um segundo texto sobre o tema “como preparar um bom briefing para conseguir exatamente o que deseja com os textos.” Se quiser ler a primeira parte publicada, aqui está ela.

Nessa segunda parte queremos tratar mais do conteúdo do briefing em si. Vamos aos pontos importantes, que devem constar no briefing para o autor:

 

  • Objetivo:

Qual é o seu objetivo com o texto? Começar a atrair leitores para a sua página? Aumentar a quantidade de leitores? Melhorar um texto já antigo?

  • Público-alvo

Quem lerá o texto? Se o grupo o qual pretende-se atingir está definido, o autor saberá melhor qual linguagem empregar no texto, mesmo que a mesma não seja definida pelo cliente.

  • Linguagem

Falando nela… Dependendo do público-alvo, decida por uma linguagem mais séria ou espontânea, mais leve ou mais rígida, que fale em primeira, segunda ou terceira pessoa do singular ou do plural.

Exemplos:

– Nós da empresa X à primeira pessoa do plural,

– Eu indico o produto X à primeira do singular,

E indique isso ao autor! Decida também se o autor deve expressar qualquer opinião pessoal ou se deve manter-se parcial e objetivo.

Alguns clientes desejam uma atitude positiva no texto e permitem observações críticas. Outros desejam uma escrita um pouco mais comercial. Outros tantos querem textos voltados para o mundo científico, no qual os dados apresentados são mais relevantes que a opinião de quem escreve. O importante é mostrar ao autor como transmitir conteúdo que se deseja ler no texto.

  • Tipo de texto

Que tipo de texto deve ser escrito? A descrição de um produto, um conselho ou um texto informativo? Deve compartilhar conhecimento, servir de inspiração, orientar ou simplesmente entreter?

  • Respostas para perguntas

Vale a pena fazer perguntas para que sejam responidas no texto. Escreva na descrição perguntas como „Quais são as vantagens e desvantagens do produto yyy?“, “Que tipo de tratamento deve ser feito quando alguém apresenta os sintomas da doença xxx”

  • Defina a estrutura do texto

Você consegue visualizar o texto final? Se sim, tente passar cada detalhe ao autor: estrutura, divisões, segmentações, sub-títulos etc.

Exemplo: o texto deve estar dividido em 3-5 parágrafos de mais ou menos mesmo tamanho e cada parágrafo deve ter um subtítulo.

  • Meta-título e meta-descrição

Você pode também ao encargar o texto a um autor, já pedir que o mesmo inclua na escrita uma meta-descrição e um meta-título para seu texto. Você deverá dizer ao autor quantos caracteres (máximo) ambos devem. Dica: muitos autores não entendem de SEO e não saberão o que são meta-títulos e meta-descrições, portanto não use esses termos se não quiser explicar o que são. Diga apenas, por exemplo, um título interessante com máximo 60 caracteres e uma pequena introdução ao tema com no máximo 150 caracteres.

  • Palavras-Chave

Além de definir no sistema quais palavras-chave devem constar no texto, bem como a frequência das mesmas, escreva no briefing onde estas devem aparecer.

Exemplo: a palavra-chave [KW1] deve aparecer 1 vez no título do texto e 2 vezes durante o texto.

Atenção: KW significa keyword (palavra-chave, em inglês). Se você deixar [KW1] escrito, para o autor aparecerá a palavra-chave que foi inserida primeiro, [KW2] a que foi inserida logo depois e assim por diante. Isso é muito prático para clientes que querem montar um briefing padrão para váriso encargos. Assim você não precisa mudar o briefing, o sistema reconhecerá o que você quer dizer com [KW1] automaticamente.

Exemplo: no sistema você inseriu como palavras-chave “macarrão” e “bolognese”. Macarrão é a sua KW1 e bolognese é a sua KW2. Deixando entre colchetes, como aparece acima, o autor apenas verá “macarrão” e “bolognese”.

 

Apostamos que se você seguir nossas recomendações e, principalmente, escrever seu briefing pensando em quais informações o autor deve obter, seus textos sairão melhores do que escrevendo um briefing preguiçoso, sem muitas informações ao autor. Pense que você sabe o que quer e o que precisa, mas o autor não tem bola de cristal para adivinhar. Fica a dica!

 

 


Nenhum artigo disponível


Tem perguntas ou comentários sobre o artigo? Conte-nos!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*
*

Managed-Service

Você quer fazer projetos completos, que incluam fotos, links, correção de textos, export e outros itens mais? Não tem tempo ou pessoal para fazer in house? Então confira aqui o nosso Managed-Service.

Ver serviços sem compromisso!

Self-Service

Você precisa de textos atuais? Com o Self-Service você recebe com muita rapidez os seus textos pedidos e já pode publicar na sua página.

Registre-se gratuitamente!

Autores

Milhares de autores nativos das línguas oferecidas por Textbroker têm a chance de ganhar dinheiro fazendo o que mais gostam: escrever. Veja aqui como ganhar dinheiro escrevendo textos.

Registre-se gratuitamente!